café e dores

café e dores

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Isso é bem mais do que um amor de verão

Gosto do seu jeito rude de tropeçar no "Eu te amo"
Por intermédio de metáforas, apertos sufocantes à luz do dia,
Da forma como nega a sua sina pelas minhas curvas,
Essas estreitas como sua segurança no nosso amor

Gosto da blusa amarrotada pela sua forma cansada de sentar
Dos seus óculos que te fazem me ver devagar,
Devora minhas digitais e sequestra meus rótulos
Rendo-me ao seu cinismo

Derreto-me ao te observar pairado ao sol da tarde,
Incansável, bruto, humilde
Vertido pelo suor que molha a surrada blusa de malha,
Que logo morre nos meus lábios enquanto gingo minha saia

Você tem sabor de lágrimas e roupa antiga
Gosto, gosto muito da sua melancolia que me faz devota
Quero cuidar da sua solidão que já é minha
Porque gosto mais de você do que da poesia

Isso é mais do que amor, Moreno cor-de-chá
Isso que queima suas bochechas não é o verão,
Sou eu

5 comentários:

  1. Bom dia Gyzelle.. sempre que te leio vejo a profundidade dos teus pensamentos.. das tuas buscas por palavras que te envolvem..
    penso eu que devia mudar só uma coisinha.. no teu perfil diz quase poetisa..
    tu não é quase.. tu é muito poetisa..
    continue assim.. grande abraço e até sempre

    ResponderExcluir
  2. Isso é LITERALMENTE bem mais do que um amor de verão!
    Muito bom!

    B.E.M.C.

    ResponderExcluir
  3. Amei o tom e o som( ainda que não possa ouvir) de tuas palavras, teus poemas são fortes, reais, como toda a energia que move a vida.
    Saudações.

    ResponderExcluir
  4. ''Porque gosto mais de você do que da poesia''
    Fique sabendo, tu és demais. Demais pro meu coração te ler.

    ResponderExcluir