café e dores

café e dores

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Artísticos sonhos surrados II

Os sonhos dela são mais curtos do que as roupas que frequentemente usa,
e mais longos do que o horário de voltar para casa
quando o sol já está acordando em um horizonte distante.
Com a ponta do cigarro Hollywood ela queima um purgatório particular,
o inferno enraizado em seu nome trocado por algo mais artístico.
Transa com a falta de amor em cada homem de olhos vermelhos,
enrosca nos lábios uma armadura e se dá por um preço mais barato
do que custa o amor nos livros de Jorge Amado.
Os olhos são tão tristes quanto os discos de Chico às três da manhã, e chora,
chora enquanto finge gostar.
Finge gozar, e goza da vida de personagens que possui.
Coloca em um diário as dores enquanto vaga na casa seminua de móveis.
Não há vagas em corações envernizados.
Esconde a tristeza com um lápis preto,
delineia um borrão que se assemelha àqueles sonhos caóticos
perdidos em camas pequenas.
Ela é poeta mas só mostra sua arte na cama de solteiro de um quanto
mais escuro do que o próprio passado, arte mal paga, mal usada, maldita.
Se perde na calçada de Copacabana,
na avenida Atlântica ou no céu da boca de algum homem sem endereço.
Ela paga um caro preço.
O amor é tão caro que ninguém ainda comprou.

4 comentários:

  1. Não tem jeito! Eu acho incrível como as palavras se rendem a ti e a (in)sensibilidade dos teus escritos. Você faz amor com as palavras, e o fruto é sempre essas obras de arte.

    Bjoo'o

    ResponderExcluir
  2. Sabe quando você lê algo tão bom ao ponto de não ter o que dizer? É.

    ResponderExcluir
  3. Você é uma criadora de acasos e todos os casos são por tua conta
    o que tua apronta reflete em ti, tu é o espelho de todas coisas que contas e o verso, é um universo de paciências.
    Saudações

    ResponderExcluir
  4. Ah, meu bem...
    Te lendo eu penso em todo mal que me fizeram. E até a angustia mais acentuada vira vontade de ficar em paz, só pra eu ficar de bem comigo.

    (deu vontade de escrever uma poesia sobre isso)

    ResponderExcluir