café e dores

café e dores

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Trago seu amor em três dias

Sua face de linhas exóticas me apavora
temo querer navegar em suas formas tímidas de me conquistar
temo ansiar desvendar seus sorrisos despretensiosos
mas sua sanidade não compactua com a minha loucura
nessa cidade de postes com cabos emaranhados eu me sinto só
então reflito sobre a longitude dos hospícios
a frequência dos homicídios
e nos assassinatos passionais que estampam o jornal florido de sangue

Eu li sua mão suada mesmo tendo tantos livros à mão
a minha descendência cigana não engana meu gosto por astrologia
ou destinos predestinados a apenas um amor
você sabe das minhas esquisitices e me julga vulgar
mas se destrói quando quase despe meu corpo com o olhar

Você sabe que eu não posso te amar mais do que três dias
e eu não trago nada de volta
só esse cigarro embalado por meus lábios
é tragado
até morrer queimado

3 comentários:

  1. Belo....
    Isso de ler a mão do provável amor, é coisa que atemoriza.
    Leia a mão dele, mas tome-a e segure com carinho e amor e terás esse amor por vários dias...

    ResponderExcluir
  2. Tragar o amor em três dias não é a parte mais complicada, eu acho. O pior é o que fazer com as cinzas que ficam...

    Beijoo'o
    http://flores-na-cabeca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Tu lapida fragmentos da vida e faz existir ser brilhante. Outra vez beijo em tuas mãos, minha alegria.
    Saudações!

    ResponderExcluir