café e dores

café e dores

segunda-feira, 6 de março de 2017

fui à busca do título adequado mas me fugiram as palavras

o que tu for dizer de nós

é o que desconheço

perante a ideia da geração

deste romance solitário

aguardando que abra os olhos

visto sol e flor lá fora

é que temo tempestades

de silêncio inoportuno

enquanto indaga o tempo

que ainda temos pra sofrer

por esse amor imprescindível

há tanta força

irradiada dos abraços

vindo frágeis despedidas 

supondo devida facilidade

contrações ágeis 

nos aguardam lá fora também

basta gesto demasiado

de bocas em atrito

parir primeiro indício:


amor gerado

Nenhum comentário:

Postar um comentário