café e dores

café e dores

sábado, 25 de março de 2017

amanhã

seja delicada comigo 

por todas as vezes

que sair do sistema

em desarranjo te dobrar 

as horas do relógio

por longos dias

nem se contam ainda hoje


só vá breve enquanto os barcos

abarcam os destinos

mais distantes que estejam 

horizonte

é pouco então 

mas é preciso carinho

só até o dia acabar 

e assim renasce

tão pequeno

doce sol 


Um comentário:

  1. Gosto de ler tua poesia, embora as vezes me seja difícil chegar ao teu pensamento objeto da criação. Mas é um exercício que ainda me alegra. Leio todos, embora não os comente, sempre me alegro contigo.
    Saudações!

    ResponderExcluir