café e dores

café e dores

segunda-feira, 13 de março de 2017

signo

penso que seria simples dialogar contigo de modo legível 
a fim de que nossas línguas cruzassem

mas no entanto as bocas são involuntárias e dificilmente cederiam 
ao ego dessa comunicação passageira

afinal o romantismo perdeu vez desde as publicações na coluna jornalística 
sobre a criação de um modelo prático de amar tranquilo

mal se sabe ficamos tarde por onde deixasse nós ali 
feito estátuas sangue quente e suor um gelo

medo dos sentimentos sem destino e a gente ficava mesmo tendo por onde ir 
o problema não foi isso

é só

questão

de sentido

Um comentário:

  1. Os anos passam e você sempre escrevendo desse jeito, que me entristece e me acorda pra vida... Eu esperava isso de um sábado à noite, obrigada!

    ResponderExcluir