café e dores

café e dores

sábado, 10 de outubro de 2015

ventanias

gosto quando tu se aproxima

como vento sedento de outubro

samba com o meu cabelo

e faz chá de maçã pra curar dor de viver

as minúcias se recolhem em teus olhos

te fazendo reparar a distração

até que desvenda um esdrúxulo motivo

que o impeça de trancar a porta

as cores do céu como pintura

a dureza dos ossos da tuas costas

essa paz desnorteada sabotando o caos

gosto da tua ventania

2 comentários:

  1. gostar é sempre assim, do avesso...
    o teu então!

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto quando tu gosta, toda a minha alegria seria fazer o que te faz gostar, bem assim como você me faz.

    ResponderExcluir