café e dores

café e dores

domingo, 25 de outubro de 2015

mensageiro

o incenso de cravos
e teu templo dentro do quarto
duas voltas no quarteirão
e essas pernas
tua clavícula em demasia
mais uma quadra
o horizonte apagando a tarde
eu te acendendo
mais um maço vazio na bolsa
o farol pisca
e cada estrela
uma pista
enviando mensagem de seus olhos
como se eu não anotasse
cada gemido
e o cheiro das ruas
o tecido da sua camisa bege
roçando meu mamilo

tantos descaminhos
e se você topa seguir comigo
suponho que estejamos finalmente perdidos

Um comentário:

  1. " O horizonte apagando a tarde
    eu te acendendo". Amei isso. Quando tu me autorizar,vou por essa frase numa camiseta. Tu sempre acende a luz, nos olhos que de quem te sente.
    Saudações.

    ResponderExcluir