café e dores

café e dores

terça-feira, 27 de março de 2012

Um'andorinha

eu sou
um'an(dor)inha
arrancaram minhas asas
e tive que viver assim

Morta.
Esmagada.
Torturada.

sou um fantasma atrás da porta
ou talvez aquela maçã podre
que você esqueceu na cabeceira
do quarto

posso ser aquele sonho terrível
a névoa
que resseca tua pele

mas sei que não fui
nada serei
sou a imaginação de uma mente
que perdeu a identidade
só um breve sonho
achando ser verdade

Nenhum comentário:

Postar um comentário