café e dores

café e dores

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

poema sem data

você me ligou querendo voltar
como se fosse simples encontrar retorno
fomos longe demais
você compra uma garrafa de whisky
e chama a garota mais legal da lista
à coloca ao lado da cama
e acorda como se nada tivesse acontecido
pega o celular e escreve
"onde você está"
enquanto está no banheiro
você está arruinando tudo
e desce para comprar cigarro
volta querendo outro trago
você me transgride com palavras
segunda é solidão
diriam os poetas
as vezes volto pro mesmo lugar
ligando as distrações
você me desliga até dos dias

2 comentários:

  1. Seria uma recriação do meu poema Domingo? Só sei que a vida sempre se repete. Domingo me dói.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma brincadeira com os dias, Helen. Sinto falta de conversar com você.

      Excluir