café e dores

café e dores

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

deito e acho que vou dormir
mas escrevo poesia
e por isso deito todos os dias
sem remorso durmo
a cruz é vermelha e pesada
e nossas costas curvadas
nossos Paes à mesa
discutimos sobre nós mesmos
é quando procuro lugar
você fica bem aí
durmo e sonho acordada
a terra me pesa sob os pés
a terra é ouro marrom
as vezes ouço histórias
e as ouvimos cantar as preces
deito no canto da cama mas não
durmo dessa vez
fica bem aí

Nenhum comentário:

Postar um comentário