café e dores

café e dores

domingo, 22 de janeiro de 2017

se eu te dizer que vejo tempestade em forma de lágrima

Dei pra preferir versões mínimas do que soaria indiscreto dizer a ti tão indireto 
mas é que justificativas são buscas exaustivas depois que passa da hora de agir 

e a gente vai seguindo mesmo

nem peguei sua mão ao despedir mas é que tava suando o sol às vezes faz o coração bater rapidinho 
o clima incerto é só pra aliviar medo que tenho de ser indiscreta e te assustar mas isso é tudo que não posso conter 

não ensinaram que é preciso mais do que vontade pra continuar e saber é tão bonito quando se sabe nadinha 
é nesse instante que o sorriso abre até tempo nublado e nem lembra do acúmulo das mágoas

"mas querida não seja tão rude assim com o que sente" só pega um fogo pra gente queimar seja lá o que do céu sobreviver 
senta deixa eu te contar 

fecha os olhos enquanto a chuva passa 

Um comentário: