café e dores

café e dores

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

minha especialidade é o silêncio

mortos deixam 
muitas coisas pra trás
essa avenida 
desfila dor
o trânsito do peito 
acelera cedendo
é um incêndio tão frio
quase não me sinto no rio
buscando diagnóstico 
pro desvio
que propusesse 
outro destino

vidro fumê
pastelaria falida 
do japonês de boné
vê se me encontra
voluntários da pátria 
é grande demais

todo rio de janeiro aguarda carnaval
mas desde ontem que penso 
e relembro
e acho que sei lá

eu não escrevo só pra você
nem pra mim
isso
é como afundar
assim
bem fundo
lá dentro
pro-
cura

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Especialidade é teu jeito especialista de me encantar com tua poesia, escrita para todos, não só pra você nem pra mim e é assim, que eu me encanto e compreendo.
    Saudações e bom fim de semana.

    ResponderExcluir