café e dores

café e dores

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Eu sou a sexta-feira de cinzas antes do carnaval

Nessa manhã eu volto às dez pra casa com a mesma roupa da noite passada, com a cara lavada. E me sinto um pouco mais amarrotada do que a saia escocesa da cor do batom que escapou antes do meio da noite de meus lábios. Ainda há um resquício de vermelho em mim te incendiando, dizendo que a realidade é cruel demais conosco que nada fizemos se não acalmar a tristeza que se debate dentro da camisa de força revestida por pele e toques que não nos levariam ao orgasmo. Dessa tristeza que faz com que a gente coma mamão com granola sentindo vontade de chover tudo o que o verão nos poupa.
Gosto da polpa do caju
Eu bebo o refresco quente da birosca com nome de lanchonete
Não reclamo
Nada fizemos se não poesia
E amar tarde demais

Eu me afasto dos vícios e Dráculas e de clímax enfadonhos quando explodo te gostando mais do que o ministério da saúde recomenda. Essa vontade de dizer o seu nome aqui, ao guri que não desiste de mim, ao meu irmão com mais de 40, é intacta e corrosiva então eu as vezes me calo pra evitar calos no calcanhar e na garganta
Eu tenho um nó aqui
E gosto de seus pés que, atrevidos, aparecem como um raio de sol nas fotos que envia para que eu conheça um pouco mais do seu repertório de sobrevivência

Seus versos são tudo o que cidade esconde depois de acordar com cheiro de ressaca e peixe fresco da feira de quinta, e não há rima que diminua a agonia dessa nossa distância espacial. Dois corpos cabem sim em um mesmo lugar.

6 comentários:

  1. Uau! Muito bom, estava com saudades de ler algo tão profundo e próximo. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Imagino que se você tivesse um gaita de fole, tocaria pra dar uma musicalidade eterna à poesia. É sempre um privilégio te ler e ver inspiração em você.
    Gracias.

    ResponderExcluir
  3. Se eu aparento querer dizer algo, é porque digo e só você escuta.

    ResponderExcluir
  4. Essa força nas tuas palavras soca meu coração. Gosto disso.

    ResponderExcluir
  5. ''te gostando mais do que o ministério da saúde recomenda''

    saio daqui sempre emocionada, com o teu lirismo e teu coração bonito.

    ResponderExcluir