café e dores

café e dores

sábado, 5 de agosto de 2017

Aguardo

Seria tolice
dizer que te escrevo
Mesmo que tente negar
o estômago revirado
Às horas distração
Às horas onde você está

E tal manhã
de nuvem cinza amarelada
surgiu feito uma florzinha
contente espalhando
calor pelo corpo
assim logo
cedinho


Uma breve pausa


pára


o coração



Quis te dizer isso
em segredo
a fim de não soar ultrapassado
revelar tamanho fogo
em público
Mas os segredos
constrangem até
as pupilas dos olhos
quando negamos
não nos ver

Mal tive tempo de decorar
teus planos
mas seria bom 
a cor do meu batom
em lábios
que pra mim
parecem flutuar
E dizer coisas infindas


As vezes acho


que você me machucaria


feito pancada de chuva



Ontem sonhei
com dentes quebrados
Não seria seguro
se dissesse
prever o futuro
(Sussurro)
Me dar conta dos juros
Das malas cheias de vento
Água toda estocada

Lá fora chovendo
Você aqui dentro

Nenhum comentário:

Postar um comentário