café e dores

café e dores

sábado, 12 de setembro de 2015

meio acerto

eu esperei a chuva anunciada às 19h
pra tocar a nossa música na rua toda molhada
e te ver entre as bainhas das calças encharcadas
sorrindo com os olhos meio fechados meio me olhando
meio falando que o caos é tão bonito
assim de perto
mesmo que grudado à minha boca

tocamos o céu
eu ainda esperava a gota d'água
o vômito do bueiro e os ratos enfileirados
as cores embaralhadas dos guardas-chuva
o barulho da rua gritando a nossa música
empilhava as bitucas no cinzeiro
meu cabelo ainda transando em seu travesseiro
e os seus olhos
assim meio exatos meio claros
tocam o tumulto que há em mim

2 comentários:

  1. Tu é tão brilhantemente poética e criadora que é um caos total, me parece que tu sempre te reinicia, o que deve ser teu bem, teu mal, como alguém já disse por aí.
    Eu não sei se o teu bem ou te mal,é o magnetismo que me atrai, e tenho medo dessas coisas de opostos, saca?

    ResponderExcluir