café e dores

café e dores

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

continuantes

cansada de proclamar teu nome
por mim anunciado desde cedo,
e de tantas provas,
o crime arquivado em suspense
suprime meu gosto pelo roteiro
de um amor declarado.

simplesmente desisto
de ostentar motivos para as palavras
harmonizadas à teu corpo
deslizando no manto calafrio
de exorbitante teimosia.

é que de tanto declamar
e os olhos buscarem um destino,
desando três passos,
como se descobrisse um iceberg
em pleno Rio.

no dia em que fui te encontrar
nas horas distraídas,
desinibida descontraída
exatamente pronta para dar
declarações despidas
encontrei a vaga ocupada
dentro do seu olhar.

cansada demais para avançar
deixo de continuar.

Um comentário:

  1. "no dia em que fui te encontrar
    nas horas distraídas,
    desinibida descontraída
    exatamente pronta para dar
    declarações despidas
    encontrei a vaga ocupada
    dentro do seu olhar."

    Que tiro, que tapa, que tombo!!!

    ResponderExcluir