café e dores

café e dores

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Fragmentos

Cansada, exposta, fútil
Procurando um caminho que não seja
Tão sem rumo
Porque de perdida já basta a esperança
Falidos eu já tenho uns sonhos jogados
Para debaixo do sofá de derrotas
E só me resta o resto
Falta-me
Eu estou em falta
Vende-se a criança adormecida
Desiludida pelo cansaço
Exposta
Muito fútil

O corpo já não sustenta a alma
A qual está desenganada
Esse mesmo corpo é caixa falsa
De um monumento vazio
Composto por carne e sentimento
Sinto muito
Eu não sinto nada

Um comentário:

  1. Boa tarde Gyzelle. por vezes sinto um cansaço tb.. busco entender estes caminhos que ainda não são totalmente entendidos pq a gente sempre esta indo de dentro para ora ao invés de se interiorizar..
    só vemos problemas, fracassos e quanto mais a gente vê isso mais isso se acumula.. tenha um lindo dia

    Lapidando Versos

    ResponderExcluir