café e dores

café e dores

sábado, 5 de maio de 2012

Inocência natural

O dia acordou bonito
Coloriu meus olhos através da vidraça
O sol contemplou esse corpo frágil
Era um domingo de céu azul
Nebuloso de inocência.

Andei pelas florestas
Pântanos, campos
Onde descalça meus pés brincaram com a grama
E girassol sorriu para mim
Estou apaixonada por essa natureza vaga
Uma cantiga bem afinada.

O rádio tocou as músicas mais antigas
Cantei e os pássaros riram de mim
E logo eu ri da esperteza
Eu sou apaixonada pela natureza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário